Visualizações

sábado, 3 de outubro de 2009


Levanta a mão se nunca choraste por quem mais amas. Lança um suspiro profundo, se nunca te apeteceu desaparecer. Levanta-te se nunca te sentiste sozinho no meio de uma multidão.
Hoje, aqui, agora, apetece-me ensanguentar com as minhas próprias forças, desistir de um sonho onde á muito me tinha aconchegado.
Nunca fui culpada de um erro que queriam que cometesse, nunca foi fácil saber o que pensavas sobre mim, injustiça ou não nunca foi fácil de suportar.
Desculpa se não cheguei ás tuas qualidades virtuosas, agora só tenho de partir para quem me ame, tornar o mundo mais satisfeito com as minhas decisões.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada pela visita