Visualizações

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Ana vive com a mãe e com os avós maternos. A mãe fazia uma vida boémia após o desaparecimento do pai de Ana, a avó zelava pela neta, o avô trabalhava visando sustentar a humilde família. Dada a pouca sorte que se instaurou na vida de Ana e dos seus familiares Madalena, a mãe, sofria de alcoolismo, batendo frequentemente na filha para se justificar do seu mau sucesso perante a vida. É por isso que Ana,querendo apagar tudo o que a une àquela família  decide aos seus 19 anos traçar um destino diferente dos seus familiares, marcados pelo insucesso e fracasso, partindo para os Estados Unidos da América com o objectivo de frequentar a Alabama State University, a mais prestigiada escola de teatro, conhecida internacionalmente, de onde saíram inúmeras estrelas actuais do teatro mundial. Perante o seu esforço é protagonista principal da peça de Shakespeare, destacando-se pelo brio que coloca em tudo o que faz em palco. Da pacata e humilde Ana traduzimos da fama Ana no seu esplendor, magnificência com postura de quem mais nada precisa quando tudo se tem. Esta ao chegar ao seu camarote, depara-se com uma carta de autor desconhecido, de cariz apavorante, não sabendo ela que outras iriam chegar, da forma mais caricata possível, aterrorizando-a com a hipótese de ser um dos familiares que tanto tentou esquecer. Será o passado tão forte ao ponto de nos seguir para toda a vida?

2 comentários:

  1. é a ideia que tenho para fazer o livro que muito trabalho me vai dar Marcos :)

    ResponderEliminar

Obrigada pela visita