Visualizações

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Sou tão pequenina, tão inocente. Tão o meu mundo, não preciso de outro.. 17 anos e sinto-me uma princesa, como será possível? Tenho medo de sonhos meus, sou tão caótica quando a verdade da generalidade não é a minha verdade. A minha pureza faz furor, comigo claro, nunca me dei ao trabalho de buscar opiniões alheias. Só sei que o meu coração se enche de palavras doces, que eu gosto de sorrir de orelha a orelha e não sei o que é ser maliciosa, em momento algum,eu simplesmente não sei. Gosto de me sentir importante em mim, mas como não o posso ser se sou a única habitante aqui? Neste país da pureza. Mas, a pureza não existe sequer no sistema onde acordo todas as manhãs.. A pureza não existe na minha escola, não existe no parque, não existe nos cafés que frequento casualmente.. Isso quer dizer que eu não existo, nem eu nem a minha pureza? Desculpem mas, eu existo, eu juro que existo. Posso não existir aqui, mas eu existo num lugar meio longínquo,meio perfeito, todo ele perfeito, vá. Eu só não vou contar onde é, só a vida vos pode ensinar o caminho.




7 comentários:

  1. Deixa-me dizer-te que és uma bonequinha mesmo, para além de escreveres tão bem és um exemplo como pessoa :) Beijo

    ResponderEliminar
  2. De nada! Ah, e concordo com o anónimo :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. agradeço igualmente, é sempre bom ouvir elogios destes :)

      Eliminar

Obrigada pela visita